QUEM SOMOS

Somos uma família de entusiastas da raça Golden Retriever. Nossos cães são criados como Pets, não temos propósitos competitivos, nem temos o Canil Golden Dream como fonte de renda, mas apenas como entidade registrada e reconhecida para que possamos oferecer o que há de melhor aos nossos cães.

Eventualmente podemos produzir ninhadas selecionadas, apenas entre cães muito especiais, de forma que possamos gerar filhotes saudáveis e principalmente com excelente temperamento, e linhagem genética do mais alto nível.

Seja bem-vindo à nossa Família/Matilha, e compartilhe conosco esse Sonho Dourado que é ter um Golden Retriever…

NINHADA

A RAÇA

O Golden Retriever solta muito pelo?

O Golden Retriever perde muito pelo constantemente e perde ainda mais durante a época de mudança. Desta forma, se não gosta dos pelos de cachorro ou tem alergia a eles, é melhor procurar uma raça de cachorro que não perca tanto pelo, como é o caso do Poodle. Talvez os cachorros hipoalergênicos que não perdem pelo, sejam mais apropriados para você. E se pelo contrário, não se importa em ter um cachorro com tendência à perda de pelo frequente, então o Golden é para você.

É boa ideia ter um Golden se tiver crianças em casa?

Os Golden Retriever são excelentes pets para famílias com crianças sempre tomando as devidas precauções. Sua reputação é de de serem excelentes com as crianças e devido ao seu tamanho e caráter ativo, é importante haver atenção e cuidado com as crianças por perto, principalmente enquanto os cães ainda são mais jovens. Em geral observamos uma atitude de delicadeza e carinho com as crianças, principalmente em cães com temperamento adequado, por isso a importância de um cão selecionado, com boa linhagem e genética.

Como os Golden Retrievers se dão com outros animais?

Podemos afirmar que de modo geral os Golden Retrievers são muito pacíficos, até mesmo ignorando outros cães que tenham atitude dominante. Eles têm um caráter firme, confiante e tranquilo. Não costumam latir com frequência, mesmo quando próximos de outros cães. O comportamento do Golden é amigável inclusive com outros animais, como pássaros, gatos, jabutis, etc. A agressividade é uma característica rara e indesejável em Golden Retrievers, sendo que os criadores responsáveis buscam desenvolver um temperamento calmo e assertivo, através de cruzamentos bem planejados, entre cães de excelente temperamento e linhagem genética.

O Golden Retriever precisa de exercícios?

De modo geral os Golden Retrievers precisam de exercício frequente, brincadeiras, passeios, e se possível da oportunidade de nadarem. Eles aprendem facilmente a caminhar junto com seus donos, e normalmente são muito propensos a obedecer seus comandos. Os exercícios intensos, como o Agility, são bons para os cachorros adultos saudáveis, porque os ajuda a libertar a energia acumulada. No entanto, não são recomendáveis para filhotes e cachorros jovens (com menos de 18 meses) porque podem causar-lhe danos nas articulações. Os Golden Retriever idosos também devem sair para passear, mas sempre sem os forçar a realizar exercícios intensos.

O Golden Retriever suporta bem os climas quentes e frios?

Sim, sua pelagem dupla, funciona como isolante térmico, tanto para o frio quanto para o calor. Não é recomendável proporcionar-lhes exercícios intensos durante as horas mais quentes do dia (por volta do meio-dia) se viver em um local quente. Neste caso é melhor deixar os exercícios intensos para horários nos quais esteja menos calor, como logo de manhã cedo ou ao fim da tarde ou noite.

Os Golden Retriever são fáceis de treinar e obedientes?

Os Golden Retriever gostam de obedecer, sendo fáceis de se treinar usando os métodos adequados. Para conseguir os melhores resultados, recomendamos o adestramento com clicker, ou através do reforço positivo através de carinho, ou mesmo algum snack, que pode ser um simples grão de ração por exemplo. Não se deve jamis repreendê-los através de violência por comportamentos inadequados, mas sempre reconhecer e premiar os acertos, ignorando-os quando errarem.

Os Golden demoram quanto tempo a crescer, e quanto tempo vivem em média?

Estas são perguntas frequentes sobre o Golden Retriever, visto que os cuidados básicos variam em função da idade do cão. Os Golden Retrievers alcançam a maturidade física por volta dos dois anos de idade, mas o seu caráter definitivo não costuma aparecer antes dos três anos. Quanto ao tempo média de vida da raça, em média é de 10 à 12 anos, mas alguns Golden Retrievers podem viver até os 15 anos ou mais.

Como posso evitar infecção de ouvido no Golden Retriever?

Os Golden Retrievers, tal como algumas outras raças de cachorros com orelhas caídas, podem ter infecções de ouvido com mais frequência que outros. Para prevenir isto, deve-se limpar as orelhas do seu cachorro com frequência, de acordo com as indicações do seu veterinário. Se pensa que o seu cachorro tem uma infecção neste momento, deve levá-lo ao veterinário para lhe fazer o diagnóstico e indicar o tratamento adequado.

Posso ter dois ou mais Golden Retrievers?

Dado que os Golden Retriever costumam ser muito sociáveis entre si, é possível ter dois ou mais destes cães. No entanto, antes de formar uma matilha de Goldens, deve-se certificar de ter tempo e espaço suficientes. Dois cachorros dão o dobro do trabalho do que um, precisam de um orçamento maior, e precisam de mais espaço. Se quer dois ou mais cães, siga em frente, mas certifique-se que pode lhes oferecer condições de vida adequadas.

A raça Golden Retriever pertence ao grupo 8, designado aos Retrievers, Levantadores e Cães D’Água. Essa raça é bastante amável e amigável. Além disso, o Golden Retrivier é muito inteligente, calmo e equilibrado. Dependendo da aptidão , podem ser excelentes cães guia, farejadores,  ou ainda cães utilizados em diversas terapias, como para deficientes motores. O Golden Retriever é bastante amigável com estranhos, outros cães ou animais.É um cão que adora companhia e dificilmente late. Obediente, inteligente, possui natural habilidade para o trabalho, sendo amável, amigo e confiável.

O cão da raça Golden Retriever deve ser simétrico, equilibrado, ativo, poderoso, com movimentação
nivelada, sadio, com expressão doce.

Características Físicas:
– Cabeça: Balanceada e bem cinzelada.
– Crânio: Largo sem ser grosseiro; bem inserido no pescoço.
– Stop: Bem definido.
– Trufa: De preferência preta.
– Focinho: Poderoso, largo e profundo. Seu comprimento é aproximadamente igual ao
comprimento do stop ao occipital.
– Maxilares fortes, com uma mordedura perfeita, regular e completa
em tesoura.
– Olhos marrom escuros, bem espaçados um do outro; as bordas das pálpebras sãoescuras.
– Orelhas de tamanho médio, inseridas aproximadamente no nível dos olhos.
– Pescoço de bom comprimento, seco e musculoso.
– Tronco balanceado.
– Dorso nivelado.
– Lombo forte, musculoso, curto.
– Peito bem descido na região do esterno. Costelas profundas e arqueadas.
– Cauda inserida e portada no nível do dorso, alcançando os jarretes, sem curvatura na ponta.
– Membros anteriores retos, com boa ossatura.
– Ombros oblíquos; escápula longa.
– Braços de igual comprimento ao da escápula, colocando as pernas bem debaixo do tronco.
– Cotovelos bem aderentes ao peito.
– Patas redondas; pés de gato.
– Membros posteriores fortes e musculosos.
– Joelhos bem angulados.
– Coxas boas.
– Jarretes bem descidos; retos, quando vistos por trás, não virando nem para fora, nem para dentro. Jarretes de vaca são altamente indesejáveis.
– Pelo liso ou ondulado, bem franjado. Subpelo denso e resistente às intempéries.
– Cor: Qualquer tom de dourado ou creme. Nem vermelho, nem mogno. Somente alguns pelos brancos no peito são permitidos.
– Altura na cernelha: Machos: 56 – 61 cm. Fêmeas: 51 – 56 cm.

Devem ter movimentação poderosa, com boa propulsão. Os membros anteriores e posteriores se movimentam em planos paralelos ao eixo do tronco. Passos longos e livres, sem nenhum sinal de “hackney”.

FALTAS: qualquer desvio dos termos deste padrão deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade, assim como seus efeitos na saúde e bem estar do cão e em sua habilidade para executar seu trabalho tradicional.

FALTAS DESQUALIFICANTES:
– Agressividade ou timidez excessiva.
– Todo cão que apresentar qualquer sinal de anomalia física ou de comportamento deve ser desqualificado.
NOTAS:
– Os machos devem apresentar os dois testículos, de aparência normal, bem descidos e acomodados na bolsa escrotal.
– Somente os cães clinicamente e funcionalmente saudáveis e com conformação típica da raça deveriam ser usados para a reprodução.

Um dos esforços mais casuais e melhor documentados para produzir uma raça deu origem ao Golden Retriever. O homem responsável pela raça foi Lord Tweedmouth, que viveu ao norte da fronteira da Escócia na região do Rio Tweed. Com o aumento do interesse por cães de busca em meados de 1800, era necessário um cachorro que conseguisse avançar em uma vegetação densa, enfrentar águas frias, nadar e fazer o resgate com cuidado.

Lord Tweedmouth cruzou o Nous, um Retriever de pelo ondulado e amarelado (descendente do pequeno Terra-nova e das primeiras raças de Labrador, usado por pescadores) com Belle, uma Tweed Water Spaniel (uma retriever de cor amarelo-escuro com pelo muito crespo). Eles geraram quatro filhotes, que prometiam ser excelentes cães para buscar aves em regiões altas.

Foram feitos outros cruzamentos cuidadosos com retrievers pretos, Tweed Spaniels, setters e até um Bloodhound. No começo consideraram a raça como sendo uma variedade em tom amarelo (dourado) dos retrievers de pelo liso, mas depois a raça foi reconhecida como Golden Retriever em 1912.

Alguns desses cães chegaram à América com os filhos de Lord Tweedmouth em 1900, mas o AKC só os registrou como raças separadas em 1927. A raça foi valorizada por suas habilidades de caça, produzidas pela cuidadosa mistura de seu material original. Só bem mais tarde se tornou popular com animal de estimação, cão de exposição e um competidor em obediência. Após essa transição, o crescimento da raça foi meteórico, e ela continua sendo uma das mais populares da América.

royal Utilizamos a ração Royal Canin Professional Maxi Starter Mother & Baby Dog ao final da gestação, lactação e para os bebês no desmame.

Os Golden Retriever que foram desmamados, deverão seguir uma dieta principalmente sólida que deve estar equilibrada para lhes proporcionar os nutrientes que precisam. Existem muitas opiniões sobre qual é a melhor comida para estes cachorros, desde as que apoiam a alimentação exclusivamente com rações equilibradas (de diferentes marcas), até às que consideram que a alimentação do cachorro se deve basear em comida cozinhada. Também há quem defenda que os cachorros devem ser alimentados com comida crua. Por isso, o melhor é escolher a alimentação do seu Golden Retriever com a ajuda do veterinário e optar por um alimento de qualidade.

Caso mude a comida do seu Golden (por exemplo de ração de filhote para ração de adulto), é recomendável que misture-se os dois alimentos durante alguns dias, para que o seu cachorro se habitue ao novo alimento. Embora a dieta possa variar dependendo de como decidir alimentar o seu Golden Retriever, nunca devemos dar-lhes doces, chocolates, e afins.

Com esta raça é muito importante manter as quantidades de comida tendo em conta a quantidade de exercício que o cachorro faz, pois os Golden Retrievers têm tendência à obesidade.

A água é algo que deverá ter sempre à disposição do seu cachorro durante todo o dia, sempre limpa e fresca.

O Golden Retriever precisa de escovação frequente para retirada dos pelos mortos. A escovação destes cães deve ser feita com uma escova de cerdas metálicas. Uma vez que tenha a escova, para oferecer o melhor cuidado ao Golden Retriever, o mais recomendável é escovar o pelo do cão uma vez por semana, especialmente durante as épocas de troca, para evitar a acumulação de pelo morto. Caso não o faça, a sua casa ficará cheia de pelos, e podem se formar nós no pelo do cachorro e fomentar o aparecimento de parasitas externos como as pulgas.

Se vir que o seu Golden Retriever perde pelo de forma excessiva ou, inclusive, apresenta zonas sem pelo, deverá consultar o veterinário porque pode ser um sinal de que a sua saúde está mal. A perda excessiva de pelo pode indicar problemas físicos como alergias de pele ou problemas emocionais como estresse crônico.

Você deve dar banho ao Golden Retriever apenas quando estiver sujo e com um xampu para cachorros, visto que o banho frequente prejudica a camada protetora do seu pelo.

Para oferecer os melhores cuidados ao Golden Retriever, é importante prestar atenção às suas orelhas porque é comum abrigarem parasitas externos, como pulgas, carrapatos e fungos. Por isso, é conveniente limpá-las com frequência. Se o cachorro se coça muito, raspa as suas orelhas e pescoço contra as paredes ou o solo, ou caminha com a cabeça torta, pode ter algum problema de parasitas nelas e, por isso, deverá levá-lo de imediato ao veterinário.

Pode revisar as orelhas e outras partes do corpo durante a escovação. Tenha em conta que os Golden Retrievers são propensos às doenças da pele. Por isso, aproveite a escovação diária para detetar qualquer irregularidade na pele e no pelo do seu cão. Se detetar alguma coisa que lhe chamar a atenção, leve-o a um especialista.

A partir dos 45 dias de vida, o cão pode receber a 1ª dose da vacina déctupla, v10 ou polivalente. Essa protege o animal contra uma série de doenças como cinomose, parvovirose, coronavirose, leptospirose, parainfluenza, adenovírus tipo 1 e 2. São necessárias 3 doses com intervalo de 21 a 30 dias. As 3 doses mencionadas são obrigatórias, pois a resposta vacinal sofre influência dos anticorpos recebidos da mãe via colostro até os 4 meses de vida do filhote.

A partir dos 4 meses, o cão deve ser imunizado com uma dose da vacina anti-rábica, esta é obrigatória em todo o território nacional.

A imunização contra a Leptospirose deve ser reforçada a cada 6 meses em ambientes de risco, onde há alta proliferação de ratos. Deve ser aplicada 6 meses após a última dose da v10, e no reforço anual seguindo o mesmo esquema.

A vacina contra a Gripe Canina pode ser administrada junto a 2ª dose da v10, é necessário também um reforço com intervalo de 21 a 30 dias.

A vacina contra a Giárdia também pode ser aplicada junto a 2ª dose de v10 e a primeira dose da Gripe Canina. Também é necessária uma dose de reforço após 30 dias.

Resumindo, o protocolo vacinal compreende 3 doses da v10, 1 dose da anti-rábica, 2 doses da vacina da gripe canina e 2 doses da giárdia. Sem nunca esquecer do reforço anual mesmo nos cães idosos.

CONTATOS

   

Estrada das Laranjeiras, 1280/163
Nova Cidade - Macaé - RJ
CEP: 27949-600

       
   

Cel/WhatsApp: (22) 98813-6204
Fernando ou Roberta

       
   

contato@goldendream.com.br